terça-feira, 9 de março de 2010

Dos Perfumes

Desde sua origem egípcia os perfumes vêm sendo apreciados pelos homens. A busca pela combinação perfeita de ingredientes que levariam as fragâncias mágicas era realizada por sacerdotes e químicos que depois de produzi-las, as forneciam a faraós e reis.
Os perfumes, pasmem, foram os responsáveis pela primeira greve da história da humanidade, que se deu quando soldados do faraó Seti I pararam de fornecer unguentos aromáticos para os sacerdotes.
O mágico do cheiro, dentre outras invencões metafísicas da humanidade, é como ele consegue despertar sensações no nosso organismo mesmo sem ser algo palpável. Arrepio, bem-estar, repudia, lembranças. Um simples aroma pode levar abaixo todo o nosso sistema límbico.
Estudando-os, percebemos que as fragâncias possuem também seu lado humano. Os perfumes possuem Notas.
A Nota de saída é a impressão inicial, o aroma que sai para despertar o interesse, aquele que sentimos quando ainda se pode ver o líquido escorrendo sobre a pele. Não é essa impressão, contudo, que se perpetua. Logo aparece a nota de corpo,ou de coração. Assim que o perfume desaparece sobre a pele podemos senti-la, contém o tema principal da fragância e é bem menos volátil do que as impressões iniciais. O que vai garantir que o cheiro continue por muito tempo e se espalhe sobre a pele é a Nota de fundo, é essa última que garante a fixação.
As vezes conhecemos pessoas que tem uma ótima Nota de entrada, sabe aquele cheiro de bem-estar da lavanda que colocamos antes de dormir? O problema é que quando acordamos o cheiro já se foi faz tempo, não há resquício nenhum dele sobre a cama. Para os perfumes isso não é defeito, já que queríamos o cheiro só para ir dormir bem; mas com pessoas que só possuem uma boa Nota de saída nunca sabemos quando podemos contar ou não. Elas estão por todo canto e vendem barato.
O contrário, lógico, também ocorre. Outro dia provei um perfume que de tão doce achei que ia me dar diabetes, mas o caráter enjoativo saiu. Em seu lugar ficou um cheiro extremamente agradável e duradouro. O que agradava nele eram as Notas de corpo e de fundo. O mesmo ocorre quando descobrimos que a primeira impressão que tinhamos de alguém se desfaz nos encontros seguintes; há uma reticência maior pra saber se realmente presta ou não,de tão caros que são parecem não valer a pena, mas acabamos "comprando" e não nos arrependendo.
E os que além de uma boa Nota de saída possuem corpo e fixação? umm, quem tiver dicas desses que me amandem. Eu tenho várias pra vocês, tanto de perfumes quanto de pessoas, graças a Deus.
Não acharei aqui para cada personalidade com um tipo de fragância, deixo isso para vocês. Mas não vão colocando todo mundo dentro de frascos de vidro. Somos humanos, não nos quebramos e nos perdemos pra sempre; e se nos esvaziamos, não adianta comprar outro igual, nunca vai ser o mesmo cheiro.

De qualquer jeito, voltar a escrever está me cheirando muito bem!

4 comentários:

  1. Você escreeve muuuuito lindo!! :D

    ResponderExcluir
  2. é isso aí Tulhão...essi homi é quase uma vanguarda ambulante!
    muito além do que notas de saída, o tempo nos mostra quão importantes são as notas de corpo e fundo.
    embora cada um de nós já tenhamos sentido vários aromas de saída e quem sabe até nos deixado levar pela volatilidade, creio que na vida pudemos nos deparar também com pessoas não tão voláteis, mas que se fixaram e alteraram para melhor e para sempre o nosso perfume da vida.
    Pode ter certeza que esse seu blog tem em sua ESSÊNCIA, esse caráter de mudança que vai muito além do que alguns podem tratar com um mero sentimento de feitichismo prosista.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que você não precisaria ter "revelado" a metáfora... mas tá muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Voltou com tudo hem!
    muito interessante, belo texto;*

    Pode ter certeza que esse seu blog tem em sua ESSÊNCIA, esse caráter de mudança que vai muito além do que alguns podem tratar com um mero sentimento de feitichismo prosista.²

    ResponderExcluir